Pacientes tem benefício cancelado no INSS de Imperatriz

Pacientes no município em Imperatriz, tiveram o benefício cancelado na agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) mesmo apresentando laudos que comprovam os problemas de saúde.
Como é o caso do motorista Rubens de Sales Rodrigues que após quebrar a clavícula durante um acidente em 2016 ficou impossibilitado de exercer a sua profissão. De lá para cá ele vinha recendo um benefício do auxílio-doença que agora foi cortado porque ele perdeu a data da renovação.
Quando o motorista procurou a agência do INSS em Imperatriz foi surpreendido com um novo pedido negado mesmo tendo o laudo de outro médico e toda a documentação afirmando que ele tem condições de voltar a trabalhar.
O motorista Rubens Rodrigues afirma que precisa do benefício já que não tem outra renda para se manter. “Eu quero que retorne o meu benefício porque eu não estou pronto para trabalhar ainda. Como é que eu vou ficar parado sem ficar recebendo benefício sendo que eu não tenho condições de voltar a trabalhar? Nenhuma empresa vai me dar um emprego sendo que eu estou nesta situação”.
Já a dona de casa Maria Goreth Sousa Rodrigues diz que teve a aposentadoria suspensa depois da última visita ao INSS em abril deste ano. Ela foi funcionária em uma fábrica de móveis por mais de sete anos até sofrer um acidente e ter os dedos cortados enquanto trabalhava. Ela revela que no ano de 1993 começou a receber um auxílio-doença e no ano de 1999 conseguiu se aposentar por invalidez. Agora 20 anos depois pode ficar sem receber o benefício. “No dia da revisão eu pensei que ia fazer uma prova de vídeo. Eu não sabia que eu estava sendo analisada neste critério. O médico nem olhou a minha mão direito. Eu levei três atestados e ele nem olhou os meus atestados e só me mandou voltar para casa”, desabafou
No INSS as filas aumentam a cada dia. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social este ano de três a cada dez aposentadorias por invalidez foram canceladas após perícia. Na agênia do INSS de Imperatriz ninguém da gerência foi encontrado para falar sobre o assunto.
Por meio de nota, a direção Regional do INSS está ciente da situação, mas ainda não se posicionou sobre as denúncias.