'Não tinha mais controle sobre eles', justifica mãe por acorrentar filhos em São Luís

Identificada como Elizete Sodré, a mãe dos meninos achados com fome e acorrentados no Residencial Faria Lima (zona rural de São Luís)compareceu na Delegacia da Cidade Operária na noite desta terça-feira (24).
De acordo com a polícia, ela disse que estava trabalhando no dia em que as crianças foram encontradas e que vende café em uma banca no bairro da Cohab. Ela justificou que acorrenta os filhos - de 10 e 13 anos - porque não tem mais controle eles. Segundo ela, os dois saem da casa pela manhã e só retornam à noite.Elizete disse ainda que já pediu ajuda do Conselho Tutelar porque os filhos estariam envolvidos em atos infracionais. Ainda assim, ela foi intimada a prestar depoimento nesta quarta (26) na Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente.

Na tarde desta segunda (24), o tio dos meninos, Luís Sodré Cantanhede, foi preso por mantê-los acorrentados e em cárcere privado. Segundo a polícia, ele tem passagens na polícia por porte ilegal de arma de fogo em 2013 e estupro de vulnerável no ano passado. Em depoimento, Luís disse que a mãe é quem acorrenta as crianças por elas serem 'levadas'.