Em desabafo, deputada estadual Detinha questiona na tribuna o silêncio da ALEMA na operação ilegal realizada pelo GAEGO


No uso da tribuna na Assembleia Legislativa do Estado, a deputada estadual Detinha (PL), fez vários questionamos sobre a desastrosa e ilegal operação realizada pelo GAEGO, que, foi anulada pela justiça, por entender  que primeira instância do judiciário era incompetente para atuar no caso. 

Detinha falou do constrangimento em ter a sua casa invadida em uma ação cinematográfica. A mesma estava em casa apenas com os filhos, quando homens fortemente armados, drones, helicópteros e muita truculência marcaram a ação.

A parlamentar questionou o “sigilo” da ação, já que, os maiores meios de comunicação do estado já estavam na porta da sua casa, registrando tudo. “Eu confesso para vocês que esperei apoio, alguma coisa, meu presidente, também dessa casa, porque nós temos bons advogados. Todos conhecem nossos direitos e deveres. O que aconteceu comigo pode acontecer com qualquer um, foi realmente uma falta de respeito.” Desabafou Detinha.

 Vários deputados, governistas e de oposição, cobraram da diretoria jurídica do parlamento e da própria presidência, um posicionamento mais duro, o que até agora não aconteceu.